coloque aqui seu e-mail para receber as mensagens:

Encontro com o Guru

Lembre-se que você está para aprender de um e de todos
(Swami Satyananda)



O único e verdadeiro Guru está permanentemente a sua disposição. 

Em sua condição humilde e perfeita, ele (ou ela, se assim for melhor para você), não lhe diz que é um Iluminado, não se veste com roupas especiais e não impõe nenhuma condição ou pagamento para lhe atender e responder a todas as suas perguntas.

Mas mesmo assim, e talvez porisso mesmo, você não consegue reconhecê-lo. Então o Guru, em sua Compaixão Infinita, até mesmo aceita jogar os jogos que você quer jogar. E vez por outra, mas não sempre, usa os disfarces que você precisa para pensar reconhecê-lo. 
- Mas não sempre.

Às vezes suas dores são pequenas e ilusórias, mas seu choro é imenso. Certamente o Guru não vai atendê-lo da forma como você quer. Porque a opção pela ignorância é sua, não do Guru.

Às vezes sua dor é real: O filho que se foi, ou nunca veio. O irmão que golpeou com ódio. O afeto retirado subitamente dos braços. A injustiça. A miséria. A doença.
Então o Guru é como uma Mãe. Assumirá suas dores o quanto for necessário para que você remova os obstáculos e continue o caminho. Certamente um caminho muito diferente daquele antes imaginado. Mas com Amor.

E às vezes, raramente, você quer mesmo uma resposta espiritual. É quando nada material tomará o lugar de sua atenção. Nem mesmo a projeção de uma imagem. Porque você quer de fato saber.
Então o Guru se alegra e vibra Infinitamente. Brilha Amorosamente. E, do alto de sua cabeça coroada, sopra o som atordoante da concha do Silêncio.

Porque a função eterna do Guru é iluminar sua Consciência para que você se lembre. Não das vidas ou encarnações passadas, que há muito foram para o fundo sombrio. Mas da sua Encarnação Presente. 
É esta que é preciso recordar.
- Lembre-se.

Com Amor,
Céu D'Ellia